Artigos sobre Flexibilização do Trabalho e Globalização

Artigos sobre Flexibilização do Trabalho e Globalização

A seguir, artigo sobre Flexibilização do Trabalho e Globalização

 

A Flexibização do Direito do Trabalho e a Globalização

O final do século XX marcou um novo contexto nas relações de trabalho, caracterizado pela adoção de políticas neoliberais, acirramento da concorrência mundial e o agravamento do desemprego estrutural potencializado pelo desenvolvimento tecnológico e novas técnicas de organização do trabalho. Tais fatores agravaram o problema social do desemprego e da heterogeneidade das relações trabalhistas no Brasil. Nesse contexto, a flexibilização da legislação trabalhista passou a ser defendida como hipótese para atenuar a precarização do mercado de trabalho. Tal acepção parte do pressuposto de que a debilidade das relações empregatícias deve-se à rigidez das leis trabalhistas que geraria custos extraordinários às empresas, tanto na contratação como demissão de funcionários. Este trabalho demonstra que a flexibilização indiscriminada das regras laborais apenas potencializa a transferência, aos trabalhadores, de uma parte significativa dos riscos inerentes à atividade empresarial, sem efetivar qualquer função social na redução das taxas de desemprego ou do trabalho informal.

 

CARTONI, Daniela Maria; LORENZETTI, Katiusca. A flexibilização no Direito do Trabalho e a globalização. Revista de Direito, 2008. Vol. 11, n. 13, pp 73-86. ISSN 1415-658X.

Disponível em: http://sare.unianhanguera.edu.br/index.php/rdire/article/view/45/43