Trabalhos sobre Gestão Tecnologia e Inovação

Trabalhos sobre Gestão Tecnologia e Inovação

A seguir, participação em trabalhos publicados sobre Gestão Tecnologia e Inovação

 

A Contribuição das Redes Sociais para a Disseminação do Conhecimento e Apoio à Inovação

Daniela M. Cartoni, Nanci Gardim, Sergio Caballero, Felipe Martinelli, Marco A. Silveira

Resumo: Com o avanço e consolidação da Web 2.0, a utilização de ferramentas colaborativas firma-se como uma tendência que tem influenciado tanto a difusão de inovações quanto a propagação do conhecimento, com destaque para as redes sociais. Estas ganham importância devido ao seu caráter dinâmico e de interdependência dos relacionamentos, que propiciam o compartilhamento de informações e a construção de conhecimentos essenciais para o desenvolvimento da inovação, reconhecimento entre os pares e estabelecimento de contato entre seus usuários. Partindo da hipótese de que as redes sociais atuam complementarmente às ações formais para transferência de tecnologia — tanto as desenvolvidas por ICTs (Institutos de Ciência e Tecnologia) quanto as desenvolvidas por empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento —, este estudo tem como objetivo identificar e descrever as potencialidades de algumas das principais redes sociais utilizadas no Brasil (Orkut, Linked In e Twitter) como estruturas informais que ajudam a geração de conhecimento e a difusão da inovação.

Disponível em: http://www.cti.gov.br/images/stories/cti/gaia/artigos/altec06%20redessociaisdaninancisergiofelipemarco.pdf

 

 

Aprendizagem e Inovação para Sustentabilidade: Desenvolvimento de Competências em Empresas do Setor Brasileiro de Equipamentos Eletromédicos

Marco A. Silveira, Paulo E.A. Santos, Daniela M. Cartoni

Resumo: Sustentabilidade e competitividade são conceitos que se sobrepoem neste trabalho. Ambos dependem do aprendizado e da inovação para se estabelecerem. Tais idéias tomam corpo ao se estudar o caso de um projeto piloto cuja finalidade é a disseminação das normas técnicas ambientais ROHS/WEEE, adotadas pelos países da comunidade européia, ao setor brasileiro de equipamentos eletromédicos. O que poderia ser apenas uma mera transmissão de conhecimento técnico, foi reavaliada sob o prisma da competitividade e sustentabilidade pelo grupo de pesquisa que está conduzindo o processo. Isto significou incorporar competências organizacionais e capacitar funcionários por meio da gestão de competências. Este artigo buscou descrever as etapas deste processo em um projeto-piloto e relatar os obstáculos e ganhos encontrados.

Disponível em: http://www.cti.gov.br/images/stories/cti/gaia/artigos/altec02%20capacitacaomarcopaulodani.pdf

 

 

Dissertação de Mestrado em Política Científica e Tecnológica

CARTONI, D. M. Organização do trabalho e gestão da inovação: estudo de caso numa industria petroquímica brasileira.

Resumo: O objetivo do estudo é analisar a relação existente entre práticas empresariais de organização do trabalho e a capacitação tecnológica, enfocando principalmente os espaços de intervenção e o papel dos trabalhadores diretos no processo de inovação nas indústrias brasileiras. Distanciando de uma abordagem que focalize apenas os "impactos" das inovações sobre o sistema de relações industriais (TECNOLOGIA-  TRABALHO), buscam-se aspectos dinâmicos desse complexo processo ao colocar em debate as implicações da relação inversa, ou seja, como as práticas empresariais de uso do trabalho podem contribuir (ou obstaculizar) o desenvolvimento da capacidade inovativa (TECNOLOGIA - TRABALHO). O foco está na compreensão destes papéis e das trajetórias organizacionais que levam a ambientes industriais inovativos, caracterizados pela participação do trabalho. Enquanto a literatura brasileira sobre o tema nas décadas passadas indicou a existência de práticas gerenciais de uso do trabalho que inviabilizavam a integração dos trabalhadores nas diferentes etapas do processo produtivo, tendo como conseqüência a ausência de sua contribuição para o desenvolvimento da capacidade de inovar, neste estudo pretende-se analisar os possíveis avanços ocorridos após o processo recente de reestruturação produtiva no país. Os argumentos estão baseados num estudo de caso de uma das principais empresas petroquímicas do país, explorando-se como a inovação na organização do trabalho influencia a aprendizagem e a capacitação tecnológica, contribuindo para acelerar a inovação num setor bastante relevante para a economia nacional. Com este estudo, espera-se poder contribuir para uma ampliação do conhecimento sobre os requisitos relacionados ao Trabalho que podem favorecer a mudança tecnológica, um campo ainda pouco abordado nos estudos sobre Inovação e na Sociologia Industrial, mas que é de central importância para o meio acadêmico e profissionais relacionados à gestão industrial.

Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000238382